Sintoma raro de Covid-19 em enfermeiro alerta cientistas

Sintoma raro de Covid-19 em enfermeiro alerta cientistas

Um enfermeiro de Queensland, na Austrália, testou positivo para o novo coronavírus depois de ter sentido dores na zona do abdômen. Isso causou um alerta nos cientistas, uma vez que esse não é um sintoma convencional para a infecção pela Covid-19, conforme revelou o jornal britânico The Sun e o site Ao Minuto.

De acordo com os médicos australianos, o enfermeiro não padecia dos outros sintomas da patologia, mas tinha atuado no tratamento de doentes em uma ala dedicada ao coronavírus no hospital de Ipswich, perto de Brisbane.

O vice-primeiro-ministro e ministro da Saúde da Austrália, Steven Miles, destacou que o enfermeiro suspeitou de algo estranho. “Ele notou que estava com dores abdominais, algo que normalmente não é considerado um sintoma de Covid-19, mas foi incrivelmente inteligente e identificou que poderia tratar-se de um sintoma da doença viral”, afirmou ao The Sun.

Para Miles, isso demonstra como é importante estar atento à saúde, de modo a detectar algo que possa estar errado rapidamente, principalmente em relação à Covid-19 e todas as suas facetas. “Todos podemos fazer a coisa certa ao monitorar a nossa saúde e se experienciarmos qualquer sintoma, devemos fazer o teste sem hesitar”, afirmou.

Sintoma já havia sido registrado antes, mas é raro

Febre, tosse contínua e falta de ar estão entre os principais sintomas de infecção pelo SARS-CoV-2, causador da Covid-19. Já dores abdominais é circunstância rara, mas não propriamente uma novidade.

A primeira vez que especialistas reportaram uma ligação entre dor abdominal e a Covid-19 apareceu em um estudo publicado pelo Royal College of Physicians, em maio, sugerindo que doentes com o novo coronavírus, na França, haviam sofrido de dores abdominais e, surpreendentemente, não haviam experienciado sintomas pulmonares.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Pesquisadores afirmaram que em, pelo menos, um dos pacientes, essa dor havia sido associada com náuseas e diarreia – ambos sintomas que estão incluídos na lista da Organização Mundial de Saúde (OMS) como sinais menos comuns de Covid-19.

Todavia, os cientistas notaram que “até ao momento não havia sido reportada a incidência de dor abdominal aguda como primeira manifestação de Covid-19”. A equipe, liderada pelo médico e cientista Gérald Gahide, descreveu no estudo: “A fisiopatologia dessas dores abdominais provavelmente deve-se à ocorrência de um processo inflamatório, como por exemplo, a gastroenterite”.

“Apesar dos coronavírus serem considerados vírus respiratórios transmitidos sobretudo pelas vias aéreas”, – continuam os pesquisadores – “contaminação oral primária ou secundária pode ser responsável pela ocorrência de dores abdominais”.

Participe também: Grupo de WhatsApp para receber notícias da enfermagem diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do PGE é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo da enfermagem. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O PGE é o principal responsável pela especialização de enfermagem no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Redes Sociais

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 003 7744
  •  

     

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

Botão Pós Graduação Responsivo

Agenda de Cursos - Inscrições Abertas