Ministério da saúde destaca que enfermagem é decisiva no combate ao coronavírus

Ministério da saúde destaca que enfermagem é decisiva no combate ao coronavírus

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), os profissionais de saúde estão na linha de frente do combate ao vírus, pois, são eles que vão ter contato direto com os pacientes infectados que necessitam de cuidados especiais. Nesse sentido, o Ministério da Saúde (MS) destacou que a enfermagem brasileira é decisiva para as medidas de contenção e de preservação da saúde e da vida da população. 

Em coletiva à imprensa, realizada na última terça-feira (17/03), o Ministro de Saúde, Luiz Henrique Mandetta, falou sobre a importância dos serviços prestados pelos enfermeiros: “A enfermagem brasileira é decisiva nesse momento. Estamos tendo várias conversas com o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e com a Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn)".

Ele também destacou os principais cuidados prestados pelos enfermeiros que serão fundamentais na atenção aos pacientes: “As linhas de cuidado e a atenção redobrada da enfermagem serão decisivas", completou.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Um detalhe importante é que o deputado federal, Eduardo Braide (PODE/MA), sugeriu ao Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante uma sessão na Câmara dos Deputados, "a instituição de gratificação temporária destinada aos profissionais da saúde que estejam diretamente envolvidos no combate ao novo coronavírus”.

Posicionamento do Cofen

Vale destacar que, para o enfrentamento da pandemia, o Cofen constituiu o Comitê Gestor de Crise (CGC), que trabalhará junto às suas unidades regionais, com o objetivo de gerenciar questões inerentes às crises relacionadas ao novo coronavírus. Em nota oficial, o órgão também ressaltou a atuação dos enfermeiros nas medidas de contenção do vírus: "Destaca-se a relevância da enfermagem na detecção e avaliação dos casos suspeitos, não apenas em razão de sua capacidade técnica, mas também por constituir o maior número de profissionais da área da saúde, e ser a única categoria profissional que está durante 24 horas junto ao paciente".

O Cofen ainda enfatizou: “A pluralidade da formação do enfermeiro e sua posição de liderança na equipe coloca esse profissional de enfermagem como protagonista no combate à transmissão da doença. Diante do atual cenário epidemiológico do País, o Sistema Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem, preocupado com o bem-estar individual e coletivo, reitera a necessidade de atenção às normas de proteção e às orientações advindas do MS e das demais autoridades sanitárias”.

Aos enfermeiros, o Cofen fez  as seguintes recomendações:

  • • Realizar higiene das mãos antes e depois do contato com pacientes ou material suspeito e antes de colocar e remover os Equipamentos de Proteção Individual (EPI);
  • • evitar exposições desnecessárias entre pacientes, profissionais e visitantes dos serviços de saúde;
  • • estimular a adesão e adotar as demais medidas de controle de infecção institucionais e dos órgãos governamentais (MS, Anvisa e Secretarias de Saúde);
  • • apoiar e orientar medidas de prevenção e controle para o novo coronavírus;
  • • reforçar a importância da comunicação e notificação imediata de casos suspeitos para infecção humana pelo novo coronavírus;
  • • manter-se atualizado a respeito dos níveis de alerta para intervir no controle e prevenção deste agravo;
  • • estimular a equipe de enfermagem a manter-se atualizada sobre o cenário global e nacional da infecção humana pelo novo coronavírus, por meio de fontes de informação oficiais;
  • • orientar e apoiar o uso, remoção e descarte de EPI para os profissionais da equipe de enfermagem de acordo com o protocolo de manejo clínico para a infecção humana pelo novo coronavírus, conforme recomendação da Anvisa; e
  • • realizar a limpeza e desinfecção de objetos e superfícies tocados com frequência pelos pacientes e equipes assistenciais.

Casos no Brasil

Nesta quarta-feira (18/03), as secretarias de saúde divulgaram o número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil. Ao todo, são 350 infectados, sendo que, na terça-feira (17/03), foi anunciada a primeira morte pelo vírus. A vítima foi um homem de 62 anos, que estava internado em um hospital de São Paulo (SP). Segundo informações, o paciente tinha diabetes e hipertensão.

Participe também: Grupo de WhatsApp para receber notícias de enfermagem diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do PGE é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo da enfermagem. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O PGE é o principal responsável pela especialização de enfermagem no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Profissão Enfermagem, Equipe de Enfermagem, COFEN

Redes Sociais

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 003 7744
  •  

     

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

Botão Pós Graduação Responsivo

Agenda de Cursos - Inscrições Abertas